O que é Água Alcalina?

 

          A água pode ser classificada em três categorias: ácida, neutra e alcalina. Essa categorização é feita por meio de uma medida de pH. Ela é uma escala que vai do número 0 ao 14, sendo que o valor 7 é considerado neutro, tudo que estiver abaixo deste valor é considerado ácido, assim como tudo que está acima é considerado alcalino. A água, em geral, tem o ph neutro, ou seja, 7. Um refrigerante, por exemplo, é mais ácido, tendo um pH de, em média, 2,5. Não parece uma diferença muito grande, mas a escala de pH é logarítmica, o que quer dizer que ela aumenta em forma de multiplicação. Veja a tabela abaixo:

Tabela de pH Habitah AcqualiveGroup.png

           Substâncias alcalinas são, a grosso modo, o oposto de substâncias ácidas. Sua escala, também, é logarítmica, ou seja, cada nível acima é dez vezes mais alcalino que o anterior.Estudos apontam como a ingestão de alimentos ácidos faz mal à saúde, facilita a proliferação de doenças e prejudica gravemente diversas funções do organismo. O consumo de alimentos ácidos deve ser evitado ao máximo, procurando sempre consumir alimentos que possuam o pH acima de 7, ou seja, alcalinos.

 

           Quando nascemos somos, primordialmente, alcalinos e, à medida que envelhecemos, nos tornamos cada vez mais ácidos. Essa transição é um dos fatores primordiais para que, com a idade avançada, sejamos mais propensos à doenças como diabetes, hipertensão, problemas gástricos e, até mesmo, câncer. Por esse motivo cada vez mais médicos indicam e recomendam dietas alcalinas.

 

           Nosso sangue é levemente alcalino, ficando entre 7,35 e 7,45, e seu corpo fará tudo para que ele se mantenha nesse patamar. Todas as vezes que seu corpo está acidificando ele busca meios de se alcalinizar. Uma das principais formas para atingir a alcalinidade é por meio de magnésio e cálcio, minerais alcalinizantes, e você sabe onde seu corpo vai encontrar esses itens? Isso mesmo, nos seus ossos. Ele retira esses minerais para realizar a compensação e isso facilita problemas como osteoporose, artrose e outras.

 

           As doenças precisam, em geral, de um meio ácido para se manterem e propagarem, por esse motivo uma dieta acidificante é tão prejudicial. O consumo da água alcalina ajuda a reequilibrar essa desordem, fazendo uma espécie de limpeza para que esses males não possam ficar instalados em seu corpo.

 

           Saber o pH da água é obrigatório para que você tenha uma saúde perfeita, mas como podemos saber qual é o nível do pH água que consumimos? A maioria das pessoas imagina que precisa de testes laboratoriais complexos para saber o nível do pH, mas você sabia que pode fazer o teste em poucos segundos aí mesmo na sua casa? Para isso você só precisa de um reagente de pH, um líquido que reage ao contato com a água modificando a cor, quanto mais perto do vermelho mais ácida está a água e quanto mais próxima ao azul escuro mais alcalina. A água com pH neutro é visualizada na tonalidade verde.

 

 

 

Prevenção e tratamento de doenças

 

Doença do refluxo gastroesofágico

 

A enzima pepsina é fundamental para o mecanismo
fisiopatológico da doença do refluxo e ela responde ao pH
do estômago. A pepsina é estável ao pH de 7,4 e pode ser
ativada pela elevação dos ions de hidrogênio. Um estudo
muito interessante publicado em 2012 mostra que o pH da

água alcalina a 8,8 desnatura instantaneamente a

pepsina, tornando-a permanentemente inativa.

 

 

Doenças cardiovasculares


Podemos citar dois estudos de "Eisenberg et al. (1986)" que
demonstram íntima relação da deficiência de magnésio
com arritmias cardíacas e a ocorrência de morte súbita
cardíaca.

 

Estudos mais recentes também mostram que a
água alcalina parece diminuir a pressão arterial devido a
presença de altas quantidades de magnésio.

 

É o que mostra o estudo "Barbagallo et al. (2010)", onde
indivíduos idosos com diabetes tiveram melhora da
função endotelial e maior vasodilatação arterial com
consumo da água alcalina.

 

Outro estudo de "Rylander et al.
(2004)" publicado no BMC Public Health Journal mostrou
que pacientes com deficiências de magnésio e cálcio
tiveram melhora da pressão arterial sistêmica após
tratamento com água alcalina. Ainda, uma recente
meta-analise de "Larsson et al. (2012)" mostrou que o
consumo regular de magnésio foi inversamente
proporcional a ocorrência do acidente vascular cerebral
(AVC). Nesse estudo com mais de 200 mil indivíduos
mostrou que o consumo de magnésio (mais abundante na
água alcalina) está associado com uma redução de 8% do

risco total de ter um AVC.

 

Osteoporose


Existe uma grande relação do pH ácido com a osteoporose.
Os nosso metabolismo ósseo é extremamente sensível as
alterações de pH sanguíneo. Dessa forma, quanto mais
ácido é o pH, maior a reabsorção óssea como mostra os
estudos de "Burckhartd et al. (2009)" onde o consumo de
água alcalina parece diminuir os níveis de PTH (hormônio
responsável por elevar a reabsorção óssea).